terça-feira, 26 de maio de 2009

820 - Das coisas mais belas que vi

Das coisas mais belas que vi.

Em 1999 num programa do Herman, fez-se o lançamento do álbum da Dulce Pontes "O primeiro Canto"

O Herman maltratou a Dulce como habitualmente... já me estava a incomodar

Mas, quando a Dulce começa o dueto com o Waldemar Bastos cantando a música dele, confesso que me comovi. Ela superou-se, ele também. Foi das coisas mais bem conseguidas que vi

Fui a correr comprar o disco e ainda hoje me comovo com a música e sua interpretação



Velha Chica

Antigamente a velha Chica
vendia cola e gengibre
e lá pela tarde ela lavava a roupa
do patrão importante;
e nós os miúdos lá da escola
perguntávamos à vóvó Chica
qual era a razão daquela pobreza,
daquele nosso sofrimento.
Xé menino, não fala política,
não fala política, não fala política.

Mas a velha Chica embrulhada nos pensamentos,
ela sabia, mas não dizia a razão daquele sofrimento.
Xé menino, não fala política,
não fala política, não fala política.

E o tempo passou e a velha Chica, só mais velha ficou.
Ela somente fez uma Cubata com tecto de zinco, com tecto de zinco.
Xé menino, não fala política, não fala política.

Mas quem vê agora
o rosto daquela senhora, daquela senhora,
só vê as rugas do sofrimento, do sofrimento, do sofrimento!
Xé menino, não fala política,
não fala política, não fala política.
E ela agora só diz:
“- Xé menino, quando eu morrer, quero ver Angola viver em paz!
Xé menino, quando morrer, quero ver Angola e o Mundo em paz!”

Waldemar Bastos

Sem comentários:

Enviar um comentário