terça-feira, 17 de novembro de 2009

953 - Veremos quem mantém a coerência...

Da TSF

PCP diz que é indispensável suspender actual modelo de avaliação na sexta-feira
Hoje às 18:13

O secretário-geral do PCP defendeu, esta terça-feira, que é indispensável que na sexta-feira seja votada na especialidade e em votação final global o projecto de lei do PCP que suspende o actual modelo de avaliação de desempenho dos professores.

Peça de Bárbara Baldaia com as declarações de Jerónimo de Sousa no Parlamento a propósito da votação do projecto de lei do PCP que suspende o actual modelo de avaliação dos professores

O PCP quer que o resultado da votação de sexta-feira seja conclusivo, por isso apresentou um requerimento para que o projecto de lei de suspensão da avaliação seja aprovado não só na generalidade mas também na especialidade e em votação final global.

Jerónimo de Sousa garantiu que o PCP está disponível para encontrar, com as outras bancadas parlamentares, um consenso em relação ao texto definitivo a aprovar.

«Estamos disponíveis para convergir com todos aqueles que proponham a cessação da vigência do actual modelo, mas tudo faremos para que a Assembleia da República não deixe para o Governo aquilo que pode decidir por si nem deixe para depois aquilo que pode decidir de imediato», disse o comunista.

Com o Governo e os sindicatos em negociações, Jerónimo de Sousa disse esperar que essas conversas sejam feitas sem o condicionamento de um regime que continua em vigor e que o PCP considera injusto.

«A cessação da vigência do actual regime de avaliação é um imperativo politico para garantir uma negociação que não esteja condicionada pela possibilidade de continuação do actual modelo», afirmou.

Sem comentários:

Enviar um comentário