quarta-feira, 23 de setembro de 2009

900 - Não, não quero carregar o mundo



Não tenho a pretensão de ser um novo Atlas ou de imaginar que posso mudar ou carregar o mundo sozinho.
O facto é que ando numa azáfama tremenda que nem me dá tempo para escrever neste meu "díario". (como se antes não andasse também! enfim...)

Bom, o interessante é que um destes dias a esposa queixava-se que já estava estourada e que precisava de descansar. Rematou o diálogo com um: "pensas que eu tenho o teu ritmo de trabalho?"

Tomei a frase como um elogio!

No entanto, há que saber dosear o esforço. Num dos post abaixo escrevi sobre uma bela lição de vida.

Deitar cedo e cedo erguer
dásaúde e faz crescer...
Diz o gigante contente!

Mas cedo se deita e levanta
muita gente.

A razão para ser GIGANTE
deve ser bem diferente

Teresa Marques

Sem comentários:

Enviar um comentário