terça-feira, 3 de maio de 2011

Género Masculino/Feminino e literatura

Confesso que a temática não me é indiferente e que este é tema levado muito a sério por muitos Bibliotecários (e bem). Há gente que procura ter uma colecção equilibrada e tem como critérios de aquisição a questão do fomento ou não de uma certa mentalidade sexista

(um exemplo deste trabalho pela igualdade de género pode ser pesquisada no blogue da minha amiga Marian Moreno - Astúrias)  

Vem isto a propósito de ter descoberto num blogue as seguintes nuvens de palavras referentes a anúncios de TV dirigidos a crianças de entre 6 a 8 anos














Confesso que não deixo de me interessar e interrogar com estas questões e se é bem verdade que há muita questão cultural nisto tudo é também verdade que há uma maneira de ser homem ou mulher que se tem desde que se nasce (cf. com textos de psicologia do desenvolvimento)

Em que ficamos? como deverá ser a colecção de uma Biblioteca? 

(Nunca mais me esqueci do desabafo de um miúdo que achava a história da Cinderela como uma história para "míudas". Ele eram sapatos, roupas, festas, príncipe, casamento... acho que tem razão... No entanto, pra que servem as histórias senão para nos ajudar a lidar com os problemas pelos quais passamos a fim de lhes arranjarmos solução ) 

Sem comentários:

Enviar um comentário