segunda-feira, 24 de setembro de 2007

260 - A vida num só dia















Hoje foi mais um daqueles dias em que há mil coisas para fazer e é um stress conseguir chegar ao fim com todos os inadiáveis resolvidos...
Confesso que olho para estes dias com um misto de amor/ódio, pois se me vou stressando com o ritmo dos acontecimentos, confesso que odiaria não ter nada que fazer...


Acto de Contrição

Pelo que não fiz, perdão!
Pelo tempo que vi, parado,
correr chamando por mim,
pelos enganos que talvez
poupando me empobreceram,
pelas esperanças que não tive
e os sonhos que somente
sonhando julguei viver,
pelos olhares amortalhados
na cinza de sóis que apaguei
com riscos de quem já sabe,
por todos os desvarios
que nem cheguei a conceber,
pelos risos, pelas lágrimas,
pelos beijos e mais coisas,
que sem dó de mim malogrei


— por tudo, vida, perdão!

Adolfo Casais Monteiro

Sem comentários:

Enviar um comentário