sexta-feira, 14 de junho de 2013

cartoon de Francesco Tonucci
 
Confesso que tenha da leitura uma ideia de fruição e de um ato mais ou menos livre e espontânea e que, portanto, me há que dar um certo desconto.
De qualquer forma, na minha vida de professor, nas minhas andanças pelas escolas e nalgumas situações que assistir, já observei muitas situações com a descrita no cartton sendo que, eu próprio, pensei de mim para mim: eu se fosse o puto já tinha desanimado de ter falado ou se soubesse que dava tanto trabalho teria desistido logo à partida...
 
Fomentar o prazer da leitura é difícil, reconheço, mas há caminhos que seguramente não levam lá.
 
 

Sem comentários:

Enviar um comentário