domingo, 23 de junho de 2013

1580 - Notas sobre os dias que correm

1-Por estes dias um pássaro fora do comum nestes sitios (para mim, claro e para além dos pardais e melros  - dizem que é um canário da Madeira) resolveu fazer ninho nas roseiras à frente da casa. O tipo zanga-se com a gente quando lá vamos espreitar e decidimos deixá-lo em paz! Lá que ele canta bem, canta! e parece ser um pai estremoso, sempre a tomar conta de quem se aproxima do ninho.  

















2 - Sempre na lógica de olhar sempre em frente e nunca se deixar ficar no marasmo!

Acedi em participar no Duatlo organizado pelas Piscinas municipais do meu concelho. Já o tinha feito no ano passado ao participar no 1º Duatlo. Nessa altura fiquei de rastos, tal o cansaço que a participação nesta prova  me causou. Parei de correr a meio e só não fiquei em último porque alguém desistiu
Este ano achei que não devia desistir de participar (apesar de já saber ao que ia). Quando vi os participantes, confesso que desanimei! ao invés de haver um grupo de gente da minha idade, como houve no ano passado, só havia um adulto como eu e todos os restantes eram jovens como os seus 14, 15, 20 , vinte e tal anos. Imaginei-me a ficar em último!
Tal não aconteceu e fiquei em antepenúltimo! Melhorei muito o meu tempo do ano passado e nunca parei de correr apesar do calor e da vontade de parar ao fim da primeira volta!

É bom nuna desistirmos de nós próprios e de nos projetarmos sempre para novos desafios!

 (não é que me queira comparar com a malta de 20 anos. Nunca lá chegarei, mas foi bom vencer-me a mim mesmo!)

  

Desesperar Jamais

Ivan Lins

Desesperar jamais
Aprendemos muito nesses anos
Afinal de contas não tem cabimento
Entregar o jogo no primeiro tempo
Nada de correr da raia
Nada de morrer na praia
Nada! Nada! Nada de esquecer
No balanço de perdas e danos
Já tivemos muitos desenganos
Já tivemos muito que chorar
Mas agora, acho que chegou a hora
De fazer Valer o dito popular
Desesperar jamais
Cutucou por baixo, o de cima cai
Desesperar jamais
Cutucou com jeito, não levanta mais

Sem comentários:

Enviar um comentário