segunda-feira, 14 de março de 2011

Leituras nascidas na rádio

Desta vez, venho escrever sobre dois livros que acabei de ler. Ambos tiveram origem em programas de rádio dos anos 80 do século passado.

Este primeiro livro reúne um conjunto de conversas aos microfones da TSF entre o médico psiquiatra e psicanalista Carlos Amaral Dias e Ana Bravo, que tinha por título "O Inferno Somos Nós" e estas conversas cativam-nos. Discutem-se ali questões como a sexualidade infantil, a violência ( "não me espanta que (...) as crianças aprendam comportamentos de violência no interior da violência da própria família e em comportamentos que são fortemente desagregados no interior da família"), a anorexia, o primeiro amor, o divórcio. Para além das questões que coloca, CAD também esclarece dúvidas e sobretudo faz-nos pensar



Este livro circulou pelo país muito antes de ser editado, pelas casas e pelas vidas de algumas pessoas. Nasceu de uma extensa conversa radiofónica entre Carlos Amaral Dias e João Sousa Monteiro. Da Rádio Comercial chegou à letra.
De que se trata? Da vida das pessoas. Propõe um sentido poético, a reflexão, "dar forma aos sonhos" contra a normalização e apatia que abafam a vida. O diálogo, as hesitações, os silêncios, as divergências pontuais,...

Para quem é educador, estas leituras são imprescindíveis

Sem comentários:

Enviar um comentário