domingo, 6 de março de 2011

1294 - Cio da Terra




















































A vida é feita de nadas:
De grandes serras paradas
À espera de movimento;
De searas onduladas
Pelo vento;

De casas de moradia
Caídas e com sinais
De ninhos que outrora havia
Nos beirais;

De poeira;
De sombra de uma figueira;
De ver esta maravilha:
Meu Pai a erguer uma videira
Como uma mãe que faz a trança à filha.

3 comentários:

  1. Belíssimo este Cio da terra!
    Boa jornada ºara dia 12.

    Um beijo
    (em arrumações... e com pouco tempo)

    ResponderEliminar
  2. Maria:

    Vou dia 12 sim... Espero é que a agenda mediática não ofusce tudo o resto

    Em breve tudo estará em ordem! Lembro-me de há uns aos, numa mudança, demorar 1 hora (quase) para descobrir em escorredor para o arroz!

    Maria P.

    Ando-te a fazer "concorrência"

    beijo

    João

    ResponderEliminar