terça-feira, 29 de junho de 2010

Sete fôlegos de um combatente

O livro lê-se num ápice, sobretudo para quem teve o privilégio de ter vivido os tempos da revolução de Abril e do PREC.



O livro apresenta a visão muito pessoal de um companheiro de Álvaro Cunhal sobre o que foi a sua luta e estratégias, avanços e recuos ao longo de três décadas de história.

É sempre interessante confirmar/refutar algumas ideias pré-concebidas do PREC e da posição/actuação do PCP nessa altura crítica agora explicadas por quem as viveu dentro do PCP

É, por fim, também um relato de uma grande amizade entre dois homens

Sem comentários:

Enviar um comentário