domingo, 15 de setembro de 2013

No dia de Aniversário de Manuel Maria Barbosa du Bocage


Manuel Maria de Barbosa l'Hedois du Bocage nasceu em setúbal a 15 de Setembro de 1765. Celebra hoje o seu aniversário (Obrigado Fernanda Ledesma).

Como forma de homenagem ao poeta e a um concelho que passo a servir este ano letivo, partilho um dos sonetos de Bocage de que me muito me lembro em determinados dias menos felizes.


Importuna Razão, não me persigas

Importuna Razão, não me persigas;
Cesse a ríspida voz que em vão murmura;
Se a lei de Amor, se a força da ternura
Nem domas, nem contrastas, nem mitigas;

Se acusas os mortais, e os não abrigas,
Se (conhecendo o mal) não dás a cura,
Deixa-me apreciar minha loucura,
Importuna Razão, não me persigas.

É teu fim, teu projecto encher de pejo
Esta alma, frágil vítima daquela
Que, injusta e vária, noutros laços vejo.

Queres que fuja de Marília bela,
Que a maldiga, a desdenhe; e o meu desejo
É carpir, delirar, morrer por ela.

Sem comentários:

Enviar um comentário