segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Leituras de férias

Mais umas férias passaram e tive a oportunidade de as aproveitar também para pôr algumas leituras em ordem.Partilho-as aqui

Umas das primeiras foi "o silêncio do mar", um  livro escrito no decurso da II Guerra Mundial por Vercors (pseudónimo de Jean Bruller), ilustrador e escritor francês, que integrou a Resistência gaulesa durante aquele conflito. 

Trata-se de um pequeno livro onde se narra a história dos longos meses de convívio do narrador e sua neta com um oficial das SS, Werner von Ebbrenec. O oficial é músico de formação e vai ocupar uma parte da casa dos franceses. Estes, não podendo resistir de forma activa, opõem-se-lhe como podem. Com o silêncio, com o qual procuram fazer-lhe sentir o protesto pelo modo como a sua casa e o seu país estão ocupados. No entanto, a delicadeza deste oficial alemão é de tal que o mesmo aceita a posição dos seus anfitriões, visitando-os noite após noite, lançando palavras que sabe não terão resposta.

Este livro apesar de pequeno é bastante profundo e vai-nos  envolvendo, cada vez mais, no drama que se  desenrola naquela casa, pois à medida que os dois franceses (tio e sobrinha) vão conhecendo  melhor o oficial, vamos  também conseguindo compreender, cada vez melhor, o título do livro, visto que o seu silêncio é apenas aparente, tal como o do mar, pois dentro dele convivem muitos sons, cores e emoções. 

Toda a acção se desenrola num pequeno espaço e estuda o comportamento humano - e funcionaria lindamente num palco. As duas personagens francesas existem na pequena sala central à história como se peças de mobiliário fossem, imóveis e indiferentes à presença do oficial , que longe de os acossar - mesmo estando no papel de conquistador - os tenta de todos os meios arrebatar...

Sem comentários:

Enviar um comentário