domingo, 11 de dezembro de 2016

1825 (do íntimo e pessoal) - Aqui sou (ao pé do mar)

Aqui sou (ao pé do mar)

Aqui regresso ciclicamente,
ao pé do mar.

Aqui sou.

Revisito o passado,
sou o presente,
antecipo o futuro.

Aqui sou.

Vejo,
revejo,
encontro,
reencontro,
parto,
e chego para partir de novo.

Estou aqui
ao pé do mar
estou de chegada?
estou de partida?  

Aqui sou.

João P.
Dez 16

Sem comentários:

Enviar um comentário

1897 (da resiliência) - Uma vez que já tudo se perdeu

Uma vez que já tudo se perdeu Que o medo não te tolha a tua mão Nenhuma ocasião vale o temor Ergue a cabeça dignamente irmão Falo-te em...