terça-feira, 24 de maio de 2016

57 - (Daquilo que fomos e somos) Houve um tempo

Houve um tempo

Houve um tempo em que cri
Houve um tempo em que cri profundamente.

Houve um tempo em que fui
Houve um tempo em que fui eu mesmo.

Houve um tempo em que vivi
Houve um tempo em que vivi como se não houvesse amanhã.

Houve um tempo em que acreditei
Houve um tempo em que acreditei no meu semelhante.

Houve um tempo em que os animais falavam
e eu cri, fui, vivi e acreditei.

Houve um tempo .

João P. 2016

Sem comentários:

Enviar um comentário

1893 (da consciência de si) - António: ou esse gajo e eu

António: ou esse gajo e eu Para que estou eu aqui a faalr sobre este gajo que ninguém sabe quem foi perdeu uma batalha em Alcântara (em...