quinta-feira, 2 de abril de 2015

A mulher que prendeu a chuva

Creio já ter escrito aqui que não gosto de livros de contos. A gente nem tem tempo de se apaixonar pelas personagens e/ou entender o seu perfil psicológico e de como vai evoluindo.
No entanto, A mulher que prendeu a chuva de Teolinda Gersão é uma das exceções que confirma a regra acima. O livro reúne 14 contos que partem da vida quotidiana e que se vão ligar a outros mundos, a imaginários. fantásticos, terríveis ou absurdos mas que nem por isso deixam de nos pertencer e de ser o lugar onde habitamos. Gostei sobremaneira do conto que dá título ao livro e que mistura uma noite de hotel e uma imaginário longínquo do mundo ocidental e a "História antiga" que não tem mais de três páginas e que num mundo decente nem teria tido necessidade de ser contada!

Sem comentários:

Enviar um comentário