sábado, 16 de setembro de 2006

87 - I did it my way -2

Pois é...
No post anterior não referi... e acaba por não fazer sentido.
Soube (recordei) agora que, a 16 de Outubro fará 20 anos que me iniciei nestas coisas do ensino.
Pois, foi por opção que não escrevi que "sou professor", porque sempre me considerei um aprendiz e, sempre achei, que estou a aprender a ser professor.


20 anos...


Muita coisa aconteceu, mas sobretudo, já que me refiro ao facto de querer aprender a ser professor, acho que o fui conseguindo e fui sendo capaz de abandonar o autoritarismo, fruto da minha insegurança, para um saber "levar" os meninos onde queria, fruto de uma descentração de mim próprio.
Acho que dei algumas aulas excelentes no meio de muitas centenas que poderia nem ter leccionado, mas sei-o agora, porque aprendi, que nem tudo o que se passou dentro daquelas quatro paredes era culpa minha e, sei agora que, muitas vezes, o que as crianças que tinha à minha frente queriam e precisavam era de alguém que os ouvisse e lhe desse atenção e não de um professor que lhes ensinasse as matérias. Também fui vítima de alguns que, chateados com a vida, se "vingavam" no adulto que tinham à sua frente e que, na altura era eu, como poderia ter sido outro qualquer.


Como diz a canção:


"andar, nesta estrada
por caminhos incertos
tão longe e tao perto
do que eu quero ser


cantar uma balada
de sonhos despertos
e bracos abertos
para te conhecer


estou a aprender a ser feliz
aquilo que eu vou ser ninguém me diz
a guitarra que só toca por amor
nao acalma o desejo nem a dor."

Sem comentários:

Enviar um comentário