quinta-feira, 29 de julho de 2010

1154 - Altas obras de engenharia


Por estes dias estou envolvido em altas obras de engenharia no jardim...

Meti-me a fazer uma parede de tijolo de vidro, de há uns meses prometida!

Escusado será dizer que esta obra não foi isenta de peripécias. O jeito já não é muito e como a prática não é constante, o pouco jeito que se ganhou em anos anteriores, já voou como uma folha de Outono.

(Pausa para deixar bem claro que ainda não me encontro naquelas crises de início de férias em que algumas pessoas stressam por parar de repente o ritmo dos seus empregos ou que me "passei", como no ano passado, quando me decidi pintar o hall e foi nessa altura que todos decidiram visitar-nos e obrigar-nos a um café... Então isso foi coisa de tira protecções das portas, põe protecções nas madeiras; lava todos os pincéis quanto se acabou de começar, patinha toda a casa com o pó, põe protecções nas madeiras de novo, depois os filhos deixam de colaborar e vão para a wii... Irra!!! quem nos manda meter-nos nestes assados? nem como os Doors em alta voz me passou a neura)

Dizia então que se ergue um parede de tijolo de vidro... Põe cruzetas, faz massa, coloca os vidros, inventa uma solução para o remate dos vidros pois a parede não pode acabar em vidro e o jeito para o cimento é de ver os outros...

Bom, já vão 3 dias disto e já está quase. No entretanto foi preciso partir a pequena parede de argamassa que se estava a construir, para remate, pois estava uma miséria.. Inventar uma cofragem, limpar e voltar a limpar, voltar a refazer a parede de cimento pois a 3/4 retirei a cofragem cedo de mais para passar na parede com uma esponja e a tornar mais lisinha

O mais novo entusiasmou-se e ajudou intermitentemente... O mais velho, tal qual um "engenheiro", só apareceu para fazer ais e uis quando algo corria mal e para dizer que a parede de tijolos de vidro lhe parecia torta... (e depois, digo eu? o que quer que eu faça?)

Faltam chegar mais dois "engenheiros" do núcleo familiar que farão os seus comentários... Haja pachorra pois fui eu que dei o corpo ao manifesto e que suei em bica... Imagino os comentários... está torto, porque não fizeste assim ou assado?

Para mim, não está perfeito, mas também não me envergonho. A parede de cimento está direita e certinha (milagre), os tijolos estão sólidos sendo que o conceito de linha recta é uma abstracção matemática ...

Olha, tentei dar o meu melhor e o mais novo sempre aprendeu mais qualquer coisa. Afinal se querem saber a utilidade de um prego ou parafuso já não é na escola que o aprendem. Quem lhes ensina?

segunda-feira, 26 de julho de 2010

1153 - Malditos !

Esta ideia da baixa produtividade e de que já nascemos culpados de todos os males deste mundo que nos passam desde que nascemos é tramada!

Não é que gozei um fim de semana pela primeira vez em alguns meses e dei por mim a pensar que assim é que devia de ser...

Claro que assim é que devia de ser! 35 horas semanais e 2 dias de descanso! Qual é o problema?
Se o país está mal a principal causa não é decerto os trabalhadores quererem 35 horas e direito a descanso...
O que está mal e que leva o país ao fundo são:
- Os desmandos e gastos inúteis
- As contradições, hesitações e gastos desnecessários com estudos e mais estudos
- Investimentos que não o são mas apenas dar a ganhar a amigalhaços e compagnons de route!
- As negociatas e as luvas
- ...

Arrumei, comecei a construir uma parede em tijolo de vidro, acabei o último relatório, conversei, ... e gozei o fim de semana

Malditos todos aqueles que nos "chupam até ao tutano" e nos querem convencer que é justo e ainda deveria ser pior! A escravatura acabou e o trabalho das fábricas do séc XIX também. Não quero voltar a isto!!!
Imaginação fértil não é com certeza. Veja-se o prolongamento da idade da reforma, o autoritarismo das hierarquias a apelarem ao não gozo de férias se necessário, ...

Eu quero deixar uma sociedade melhor para os meus filhos e não um mundo pior do que eu tive!

domingo, 25 de julho de 2010

1152 - Limpezas...


No domingo passado tinha feito nova lista e o papel estava todo bonitinho.
Chego ao fim da semana e consegui riscar bastantes tarefas. Sobraram-me umas menores e fáceis de riscar, sendo que, as do papelinho da esquerda (novas) já estão feitas.

Menos mal. Resta perguntar como aguentei um mês e meio de alta pressão sem falhas!

---
Ontem foi dia lazer e de arrumos! é impressionante a quantidade de lixo, papéis, pó que se juntam num só espaço.
Fez-se uma primeira geral, como se nos lavássemos a nós próprios e quiséssemos exorcizar o trabalho.
Já se pode transitar por aqui

Um destes dias irá ser dedicado a uma malha mais fina nas prateleiras e gavetas e outros quilos de papel desaparecerão.

sábado, 24 de julho de 2010

1151 - A tal bola colorida entre as mãos... existe mesmo!

Tinha acabado de sair de uma escola. Eram para aí três da tarde!

Tive uma visão FABULOSA. A concretização do poema do Gedeão

E não é que a bola colorida existe mesmo?

Até a educadora tirava fotos e eu, o melhor que consegui com o telemóvel que tenho foi isto...

Na foto não se vê bem mas eles eram p'raí uns 20 miúdos e a bola era linda. Aqui uns já a apanharam de novo e os restantes correm para ela

Os miúdos corriam atrás da bola, a bola fugia, eles corriam...

Era lindo! pudesse eu ter uma câmara de filmar

Só não fiquei mais tempo não fosse alguém pensar que eu era um predador (ao qu'isto chegou!)

Que belo momento !

1149- Fim de semana

Finalmente vou ter um fim de semana como deveriam ser todos os fim de semana: paz, sossego, descanso, família...

Aproveitei a 6ª à noite para visitar a Fnac...
Não resisti a duas compras




















Só a capa já é um espanto! A ideia dos heterónimos de braço dado quando se escreve sobre Fernando Pessoa e depois o interior. Quase uma biografia na primeira voz, quase uma história contada através de poesia e prosa. Isto promete!





















Depois um livro para uma eventual hora do conto. É que a edição tem um metro ilustrado para também trabalhar com os pequenos. Um destes dias saí da cartola este livro lá na escola. E que bem que ele pode ser trabalhado... Dá para falar de tanta coisa!

Prazeres de 6ª à noite

Finalmente vou ter um fim de semana como deveriam ser todos os fim de semana: paz, sossego, descanso, família...

Aproveitei a 6ª à noite para visitar a Fnac...
Não resisti a duas compras


















Só a capa já é um espanto! A ideia dos heterónimos de braço dado quando se escreve sobre Fernando Pessoa e depois o interior. Quase uma biografia na primeira voz, quase uma história contada através de poesia e prosa. Isto promete!



















Depois um livro para uma eventual hora do conto. É que a edição tem um metro ilustrado para também trabalhar com os pequenos. Um destes dias saí da cartola este livro lá na escola. E que bem que ele pode ser trabalhado... Dá para falar de tanta coisa!

domingo, 18 de julho de 2010

1146 - Sobrevevi...

Têm sido dias cheissimos em que já só planeio para o dia seguinte.

Eu que nunca que queixei de excesso de trabalho mas de falta de perspectivas e horizontes dei por mim a quase rebentar pelas costuras...

Felizmente que agora já só risco tarefas e não aparecem novas e que, ontem ao terminar uma formação, ouvi feed-backs que me fizeram sentir que vale a pena o esforço.
Gostei de ouvir os meus formandos reflectirem e afirmarem que irão mudar algo nas suas práticas! e que agora percebem que isto ou aquilo precisa de ser corrigido. É para isto que serve a formação, tudo o resto são "tretas"

Já começa a faltar pouco para poder descansar o corpo que bem precisa...

quinta-feira, 8 de julho de 2010

1144 - Lições de sabedoria



















Pensamento do dia, da semana e dos dias mais próximos

E já agora, se não for pedir muito, que esta sabedoria chegue também à T.P. que bem precisa por estes dias! (como gostava de a poder e saber ajudar mais sem a magoar...)

"Senhor, dai-me forças para mudar o que for possível, coragem para enfrentar o que eu não posso mudar e sabedoria para distinguir as duas coisas
"

quarta-feira, 7 de julho de 2010

E se não lermos...?

Matilde Rosa Araújo


Este foi o primeiro livro que tive...

Ou melhor, claro que já tinha tido livros meus. Este foi o primeiro que conscientemente tive como meu. Ganhei-o da minha professora de Língua Portuguesa quando tinha 9/10 anos quando frequentava o que´e o actual 5º ano de escolaridade.

Está autografado pela professora e tenho-o sempre comigo, numa estante atrás de mim.

E como a partir de um livro, de uma professora e de uma autora se faz um leitor.

1143 - Matilde Rosa Araújo


Este foi o primeiro livro que tive...

Ou melhor, claro que já tinha tido livros meus. Este foi o primeiro que conscientemente tive como meu. Ganhei-o da minha professora de Língua Portuguesa quando tinha 9/10 anos quando frequentava o que´e o actual 5º ano de escolaridade.

Está autografado pela professora e tenho-o sempre comigo, numa estante atrás de mim.

E como a partir de um livro, de uma professora e de uma autora se faz um leitor.

---
Já há meses escrevi sobre esta professora num post desta casa. Reconheço que me marcaram estas aulas

segunda-feira, 5 de julho de 2010

sábado, 3 de julho de 2010

1140 - Forcing final
























Que semana! A mais trabalhosa deste ano lectivo!

Sem tempo para respirar:
- Reuniões
- Formação
- Conferências
- Preparação disto tudo
- Trabalhos a entregar

UUUUUFFFFFF! que corrida (e que serões até às tantas!)